Skip to main content

E-mail Marketing, precisamos falar sobre como desenvolver o negócio

E-mail marketing como fazer corretamente

Um e-mail marketing bem feito tem o poder de alavancar as vendas; descubra como melhorar o desempenho das suas mensagens

Você tem um site bonito, conseguiu captar o cadastro de vários clientes e ainda não sentiu o impacto nas vendas? É hora de usar uma tática que, nesses tempos acelerados de internet, já pode ser chamada de velha, mas que continua fazendo comida boa: o e-mail marketing.

Repare que disse capturar leads, geralmente através de uma “Landing Page”, aqui não estamos comprando base de e-mails para disparo. Isso não recomendamos, pois, a sua reputação será baixa.

As vendas serão consequência de um planejamento cuidadoso e de mensagens elaboradas sob medida para fortalecer o relacionamento entre você e sua base de leads. Veja dicas para aplicar já na sua próxima campanha.

Crie a sua lista de clientes

Ninguém gosta de abrir a caixa de e-mails e só encontrar “lixo”, tanto não gostamos que vários provedores já conseguem identificar mensagens que são enviadas para vários remetentes e as encaminham para a caixa de spam.

Ou seja, melhor do que comprar uma lista de contatos é construir uma lista com os contatos dos seus clientes e daqueles que visitam o seu site por exemplo – estas são pessoas que já manifestaram interesse antes pelos seus produtos e é mais provável que desejem receber mais informações suas.

Disparador de e-mail

O e-mail marketing é uma ferramenta para vender o seu serviço ou produto e ele representa a sua empresa. Ele precisa refletir o seu profissionalismo.

Um disparador de e-mails permitirá que você mantenha a confidencialidade dos destinatários e conheça as taxas de abertura e rejeição – ambas ferramentas essenciais para você mensurar os resultados de cada campanha. Além do preço do sistema de disparo, considere a facilidade do uso, a taxa de entrega dos e-mails, se há integração com o e-commerce e como é realizado o suporte.

Fique por perto, mas não pegue no pé

Lotar a caixa de alguém com mensagens não aumentará suas vendas, muito pelo contrário. Uma mensagem por semana ou a cada quinze dias é uma boa média.

Segmente as campanhas de acordo com os seus perfis de clientes, criando campanhas mais atrativas para cada público.

Drible a defesa

Os provedores de e-mails identificam alguns sinais nas mensagens para classificá-las como spam.

Anote aí: fuja de textos escritos na cor vermelho; em vez de usar arte ou imagem em formatos jpg e png, crie suas mensagens em formato HTML; evite usar em demasia termos como “crédito”, “promoção”, “grátis” e o uso exagerado de sinais de pontuação; assuntos muitos extensos e em caixa alta? Também caem na malha fina – tente ser mais objetivo.

Faça a sua melhor abordagem

Envie uma mensagem com assunto curto e atraente. Aproveite para reforçar o vínculo com o seu cliente e mostre como a empresa pode ajudá-lo em um tema que ele precise e que você domine. Ganhando a confiança do cliente, a decisão de compra dele não se baseará apenas no preço.

Não seja inconveniente

Ofereça sempre a opção de descadastro. O cliente pode não querer ser abordado dessa forma e se você lhe oferecer essa opção, ele poderá manter uma boa imagem sua.

Vale destacar que as ferramentas de disparo de e-mail marketing realizam esse descadastramento assim que o usuário requisita.

Tenha em mente o objetivo da sua campanha de e-mail marketing, segmente a base de clientes, crie um título matador, capriche na mensagem e confira com o seu provedor se o seu site dará conta de converter esses novos leads. E boas vendas!

Conclusão

E-mail Marketing ainda é uma excelente ferramenta, para quem construiu sua base de e-mails através de contatos e visitantes no site. Lembre-se evite comprar base de e-mails.

É uma excelente maneira de relacionar com seus contatos, passando mais informações sobre os benefícios e ajudando na decisão de compra. Existe uma estratégia de relacionamento que chamamos de Jornada de Compra.

e-mail marketing um gia de uso